quarta-feira, 14 de novembro de 2007

GABARITO PROVA 1º ANO - 14-11-2007

01) Leia o texto que se segue e responda às questões propostas sobre o mesmo.
“Nas zonas onde os raios solares caem inclinados, o aquecimento das terras e das águas é menor que nas zonas onde os raios solares caem perpendicularmente. Assim, nas médias e altas latitudes, a atmosfera possui temperaturas baixas e, nas áreas de baixa latitude, as temperaturas são elevadas, não considerando, neste caso, as elevadas altitudes. Tais características definem as qualidades térmicas das massas de ar”.
a) Quais são as zonas onde os raios solares caem inclinados?
As zonas polares e temperadas.
b) O que é zona de baixa latitude?
É aquela localizada próxima à linha do Equador.
c) Por que as características definem as qualidades térmicas das massas de ar e não as qualidades de umidade?
Porque apenas referiu-se às zonas térmicas do planeta. As qualidades de umidade dependem do área onde se forma uma massa de ar, isto é, se é área continental (geralmente a massa de ar é seca) ou se é uma área oceânica (úmida).

02) A questão a seguir apresenta um desenho referente a um tipo de chuva.
a) Caracterize o tipo de chuva referente a cada desenho.
Chuvas frontais ou de frente.
b) Explique-o
Resultam do choque entre duas diferentes massas de ar: uma fria e outra quente. Quando o ar quente e úmido se resfria, dá início ao processo de condensação, que provoca chuvas de grande duração e que podem atingir muitas áreas. É um tipo de chuva muito freqüente no mundo.No Brasil há maior ocorrência nas regiões Sul e Sudeste.

03 - A questão a seguir apresenta um desenho referente a um tipo de chuva.
a) Caracterize o tipo de chuva referente a cada desenho.
Chuvas orográficas ou de relevo.
b) Explique-o.
São causadas pelo choque do ar oceânico com uma área montanhosa, pois esta forma de relevo atua como barreira que obriga o ar a subir na atmosfera.
Ao subir, o ar se resfria e se condensa, caindo sob forma de chuvas sobre as vertentes. O outro lado da barreira montanhosa não é atingida pela chuva, mas pelo ar seco, pois o vento ao chegar aí, já perdeu a umidade.

04 - “Meteorologistas alertam para mudanças no clima - Mudanças perigosas na composição da atmosfera provocadas pelas atividades humanas estão ocorrendo de forma bastante rápida, colocando seriamente em risco algumas formas vivas da Terra, a saúde das pessoas, o surgimento de água e a produção de alimentos.” (O GLOBO - 23/03/2004)
De que maneira o que está representado no gráfico pode explicar a notícia?
O gráfico mostra o aumento da emissão de gases (CO2) provocado pela queima de combustíveis fósseis, através de queimadas, poluição industrial, etc. A concentração desses gases na atmosfera gera uma “capa” que impede a fuga do calor, provocando um aumento da temperatura do planeta (o efeito estufa).

05 - Segundo a Climatologia Dinâmica, o clima deve ser entendido como:
a) Uma situação ou combinação passageira dos estados de tempo.
b) Uma sucessão habitual dos tipos de tempo, durante um longo período.
c) O conjunto de fenômenos atmosféricos que caracterizam o estado médio da atmosfera em um ponto qualquer da superfície terrestre.
d) O deslocamento das massas de ar que assumem as características da superfície terrestre, onde estacionaram.
e) Uma situação passageira dos fatores do clima.

06 - Os climas que ocorrem em diferentes regiões da Terra resultam da ação de vários fatores. Considerando a ação desses fatores, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO:
a) Os raios solares, nas regiões polares, incidem de maneira sempre oblíqua, e o calor dispersa por uma superfície maior, do que resulta menor aquecimento do ar.
b) A condensação do vapor de água contida na atmosfera processa-se mais rapidamente, quando a massa de ar que a contém entra em contato com uma camada de ar mais quente.
c) A formação das brisas litorâneas está ligada às variações da pressão atmosférica sobre as áreas continental e marítima, decorrência de diferença de calor específico da terra e da água.
d) A possibilidade de ocorrência de chuvas nas áreas equatoriais, onde a evaporação é intensa, é maior que as regiões mais frias.
e) As massas de ar deslocam-se das zonas anticiclonais, que são áreas de divergência de ventos, para as zonas ciclonais que são áreas de convergência de ventos.

07 - Compare os dois gráficos e assinale a alternativa que melhor corresponde à sua análise:

a) As temperaturas mais elevadas, na cidade do Cabo, ocorrem em meados do ano, e, em Argel, ao final do ano.
b) Tanto na cidade do Cabo como em Argel, os verões são quentes e chuvosos e os invernos são secos.
c) Nas duas cidades, não ocorre estação seca e a amplitude térmica é muito pequena.
d) Na cidade do Cabo e em Argel, as chuvas caem, predominantemente, no outono e no inverno.
e) Na cidade do Cabo e em Argel, os maiores índices pluviométricos ocorrem, principalmente, na primavera e no verão.

08 - Os desertos são regiões naturais de escassa precipitação e cobertura vegetal praticamente nula ou muito pobre. São ambientes áridos e inóspitos, porém muitas vezes diversificados. Podem ser quentes (Saara) ou frios (Patagônia) e normalmente de ocupação humana escassa e rarefeita.
As atividades humanas tradicionais são pastoreio nômade (cabras, carneiros, etc.) e a lavoura de jardinagem (nos oásis). Modernamente sobressaem a extração mineral (petróleo, ouro, etc.) e a agricultura irrigada (desertos de neve, do Colorado, etc.).
Os principais desertos do mundo são: Saara e Kalahari (África), Arábico, Gobi, Thar (Ásia), Australiano (Oceania), Colorado e Atacama (América). A maior parte dos desertos encontra-se ao longo ou nas proximidades dos trópicos.
A leitura atenta do texto anterior, SOMENTE permite afirmar que as regiões desérticas:
a) apresentam, invariavelmente, déficit hídrico; apesar de conterem formas vivas diversificadas.
b) não possibilitam a ocupação humana em larga escala; apesar de serem áreas potenciais produtivas.
c) distribuem-se, praticamente, por todos os continentes; apesar de estarem restritas à faixa intertropical.
d) são ambientes de marcado rigor climático; apesar de coexistirem e se associarem a todos os tipos de climas possíveis.

09 - Observe a figura ABAIXO.
Responda:
a) Qual a formação vegetal brasileira que ela representa? Em que região ela ocorre?
A gravura mostra a formação vegetal denominada cerrado, que aparece no Brasil Central, abrangendo parte da Região Centro-Oeste (o cerrado é típico dessa região) e parte das Regiões Nordeste e Sudeste.
b) Indique duas características fisionômicas dessa vegetação.
O cerrado é uma formação aberta, associada a um ambiente caracterizado por relevo de chapadas, solos pobres (arenosos e ácidos) e clima tropical semi-úmido, ao qual está adaptado.
Apresenta dois estratos diferentes: um é arbustivo e o outro constituído de vegetação herbácea (rasteira). Os arbustos apresentam a casca grossa, troncos (e galhos) retorcidos e longas raízes que se adaptam à variação do lençol de água subterrânea, variação esta resultante do clima da região.

10 - Os planaltos, as depressões e as planícies constituem as grandes unidades de relevo que caracterizam o território brasileiro.
Com relação a essas unidades, assinale a alternativa INCORRETA.
a) Enquanto o relevo nos planaltos apresenta topografia plana e uniforme a topografia nas depressões é irregular e acidentada.
b) Enquanto os planaltos e as depressões resultam do trabalho de erosão, as planícies correlacionam-se ao processo de acumulação de sedimentos.
c) Enquanto os planaltos correspondem às regiões de altimetria mais elevada, as depressões são áreas altimetricamente mais rebaixadas.
d) Enquanto os planaltos e as depressões ocupam grandes extensões, as planícies ocupam áreas reduzidas nas margens dos rios, lagos e no litoral.

11 - No mapa, o segmento A B indica:
a) as planícies e Terras Baixas da Amazônia, o Planalto Central e os mares de morros do Escudo do Sudeste.
b) a Bacia Amazônica, o Planalto Meridional e as Serras do Sudeste.
c) a Planície Amazônica, o Planalto Central e o Planalto Atlântico.
d) a Planície Amazônica e a do Pantanal; o Planalto Nordestino e o Planalto Oriental.
e) as Terras Baixas da Amazônia, o Planalto Meridional e o Escudo Atlântico.

12 - Associe as colunas:
I. Clima equatorial.
II. Clima semi-árido.
III. Clima tropical.
IV. Clima tropical de altitude.
V. Clima subtropical.
De cima para baixo, a ordem CORRETA é:
a) I – II – III – IV – V
b) IV – III – I – V – II
c) II – V – IV – III – I
d) III – I – V – II – IV
e) V – II – IV – I – III

As questões 13 e 14 referem-se ao mapa ABAIXO:

13 - Os tipos de vegetação das áreas I,II e III indicados no mapa, estão CORRETAMENTE identificados em:
a) I – Floresta Amazônica: II – Cerrado ou Savana; III - Floresta Tropical.
b) I – Floresta Equatorial: II – Complexo do Pantanal; III – Floresta de araucária.
c) I – Floresta Equatorial; II – Complexo do Pantanal: III – Floresta Tropical.
d) I – Floresta Amazônica; II – Cerrado ou Savana; III – Floresta de araucária.
e) I – Floresta Amazônica; II – Complexo do Pantanal; III – Cerrado ou Savana;


14 - Os tipos de clima das áreas I, II e III são, respectivamente:
a) Tropical Super-úmido, Tropical, Subtropical.
b) Equatorial, Tropical Semi-árido, Subtropical
c) Tropical Super-úmido, Tropical Semi-árido, Tropical de altitude.
d) Equatorial, Tropical, Tropical de altitude.
e) Equatorial, Tropical, Subtropical.

16 - “As províncias ou domínios morfoclimáticos do Brasil, a despeito da aparente homogeneidade paisagística do território nacional, ascendem provavelmente a um número igual ou pouco superior a seis combinações, regionais, acrescidas de uma infinidade de feições mistas peculiares às chamadas faixas ou áreas de transição. Tais domínios ou conjuntos regionais de paisagens morfoclimáticas, ora de tipo zonal, ora de tipo azonal, não dependem somente da zonação climática atual, mas também dos efeitos acumulados de uma série de flutuações climáticas pretéritas, ainda mal conhecidas (...), que atuaram no território brasileiro, sobretudo a partir dos fins do Terciário”.
Com base no texto acima, infere-se que os domínios morfoclimáticos do Brasil:
a) Distribuem-se geograficamente, obedecendo estritamente à zonalidade.
b) Distinguem-se apenas pelo fato de a cobertura paisagística ser heterogênea.
c) Apresenta faixas de transição que dependem do clima atual.
d) Resultam de um conjunto de transformações do clima do período Terciário, da era Quartenária.
e) Respondem às modificações climáticas que estão ocorrendo desde o período Terciário, da era Cenozóica.

17 - Na figura, as colunas representam o total de precipitação anual de áreas do Brasil. Indique a alternativa que corresponde aos tipos de vegetação relacionados com as colunas 1, 2, 3, respectivamente:
a) Floresta tropical; caatinga; cerrado.
b) Floresta tropical; cerrado; caatinga.
c) Caatinga; floresta tropical; cerrado.
d) Cerrado; caatinga; floresta tropical.
e) Cerrado; floresta tropical; caatinga.

18 -”A vegetação é um dos aspectos que melhor caracterizam a região”. Distinguem-se nela, pela sua extensão e particular fisionomia, os cerrados dominantes nas amplas áreas de chapada e chapadões. “Entretanto, pelas suas dimensões e pela posição geográfica, esta região brasileira apresenta também outros tipos de vegetação, como a floresta úmida e os campos limpos”.
O texto aplica-se à região:
a) Norte
b) Nordeste
c) Centro-Oeste
d) Sul
e) Sudeste