sábado, 2 de maio de 2009

Respostas geografia

As fronteiras e os países do mundo - Atividade 13 - Países e nações

01 - Cabe ao Estado preparar as pessoas para entrarem no mercado de trabalho, que está cada vez mais competitivo e exigente em termos de qualificação profissional, e investir em serviços sociais, em especial na saúde e na educação, principalmente, para os mais pobres, para igualar as oportunidades. Cabe também ao Estado socorrer os excluídos do processo.

02 - a) O Brasil é um Estado-Nação porque o poder emana do povo, da nação, como consta no Art. I da Constituição: “Todo poder emana do povo que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição”.
b) Os ideais de liberdade, igualdade e fraternidade nascidos com a Revolução Francesa estão presentes na Constituição brasileira tanto no Preâmbulo como no enunciado do artigo 5º.

03 - C
04 - B
05 - No Estado Absolutista, o poder emana do monarca (rei). No Estado-Nação, o poder emana do povo, e é exercido, nas democracias, por seus representantes eleitos.
06 - Os regimes políticos são: República e Monarquia.
Na República, o governo é exercido por representantes do povo, eleitos diretamente para um mandato de tempo determinado; na Monarquia, o poder é exercido por um rei ou monarca, cuja sucessão é hereditária.
As formas de governo são: presidencialismo e parlamentarismo.
No presidencialismo, o presidente da República tem grande poder concentrado em suas mãos, e os ministros são escolhidos por ele; no parlamentarismo, o primeiro-ministro é indicado pelo partido mais votado no Parlamento. Os ministros de Estado devem ser aprovados pelo Parlamento.
07 - O regime político é a república, e a forma de governo, é o presidencialismo.
08 - D
09 - São ideais de liberdade, igualdade e fraternidade que originaram políticas democráticas para representar o povo.

Atividade 14 - Os limites e as várias fronteiras dos países - Exercícios de Aplicação

1 - E
2 - D
3 - As metrópoles européias dividiram o continente africano segundo seus interesses político-econômicos (imperialistas) e não consideraram a diversidade étnico-cultural. Essas fronteiras arbitrárias e artificiais condicionam até hoje vários conflitos e guerras na África.
4 - Alternativa C
O território africano foi dividido pelos europeus de acordo com os seus próprios interesses, desprezando as características socioculturais das comunidades locais. Assim, as tribos inimigas passaram a conviver num mesmo território. As conseqüências da divisão estabelecida pelos colonizadores foram os conflitos étnicos, as guerras civis e os graves problemas sociais.
5 - Não. Os limites chegaram a esse formato por causa da divisão do mundo em territórios controlados por Estados Nacionais. São, portanto, uma criação histórica recente.

Atividade 15 - A indústria, fronteira do espaço mundial- Exercícios de Aplicação
1 - C
2 -Porque, quando os grupos hegemônicos conquistaram o poder econômico e político, suas idéias de fronteira foram impostas a outros grupos sociais ou às nações que não eram dominantes.
3 - Porque, à medida que as transnacionais se expandem, seus limites de produção e investimentos ultrapassam as fronteiras do país-sede, tornando-se cada vez maiores e mais poderosas, e o capitalismo vai se reorganizando e se tornando cada vez mais mundializado.
4- A
5 -A Primeira Revolução Industrial, em que predominava a indústria têxtil e cuja principal fonte de energia era o carvão mineral.
A Segunda Revolução Industrial, na qual a tecnologia das indústrias metalúrgica, química e automobilística se destacou tendo o petróleo como principal fonte de energia. Além disso, o sistema de transporte passou a formar uma rede de interdependência nos diversos espaços do mundo, estabelecendo as fronteiras tecnológicas.
6 - Ao financiar a produção industrial de algumas corporações, o capital financeiro criou um grupo de empresas diferenciadas, que puderam se fortalecer ainda mais, intensificando e barateando a sua produção, resultando em melhores resultados na concorrência por novos mercados, principalmente no período do liberalismo econômico, iniciado na segunda metade do século XIX.

Atividade 16 - A organização territorial – As fronteiras nas cidades
Exercícios de Aplicação

1 - É necessário considerar o processo histórico das diferentes sociedades que existiram e que existem e de que forma elas apropriaram-se dos lugares, criando e recriando fronteiras.

2 - É necessário buscar indícios na aparência dos lugares porque a sua configuração é resultado das regras ditadas pelos grupos sociais dominantes.
3 -Antes da Revolução Industrial, as cidades estavam a serviço do mundo rural e possuíam outras fronteiras. Com a industrialização, as modificações nas cidades foram se tornando visíveis: as ruas, os prédios, as praças e os bairros foram adquirindo uma nova configuração.
A cidade é o lugar de expressão da produção industrializada, onde a produção e o consumo se viabilizam.
4 - Bairros, prédios, ruas, avenidas e centros comerciais e industriais. Esses elementos podem mostrar bem claramente as fronteiras sociais, evidenciando a grande distância social entre as classes mais abastadas e as menos favorecidas dentro de um grande centro urbano.

Atividade 17 - Os blocos econômicos como fronteiras -Exercícios de Aplicação

1 - B
2 -B
3 - D
4 - 2 - 1 - 4 - 3

Atividade 18 - As relações Norte-Sul - Exercícios de Aplicação

01 -O critério usado para essa divisão é o econômico, levando em conta o nível de riqueza do país, a industrialização e o padrão de vida do povo. É um critério social e não natural.
02 - Norte e Sul são denominações mais “neutras” ou diplomáticas porque não têm a conotação negativa ou pejorativa que as outras apresentam, como avanço ou atraso, superioridade ou inferioridade
03 - V - F - V - V

04 - Portugal, Grécia ou Irlanda, por exemplo, possuem economias menos industrializadas que as dos Estados Unidos, do Japão, Canadá, Reino Unido e fazem parte dos países do Norte. Albânia, Turcomenistão e Quirquízia possuem economias menos industrializadas em relação às do Brasil e da Argentina e padrões médios de vida para as suas populações, e a Rússia pode ser comparada ao Brasil. Mesmo assim, eles fazem parte do grupo de países do Norte.

05 - B

06 - Não, pois com a criação dos blocos ecônomicos, as mercadorias encontram livre circulação, como se as fronteiras não existissem; já para as pessoas, as fronteiras se encontram fechadas e dificultam as tentativas de imigrantes, em especial de pessoas vindas de países pobres para entrarem em países ricos. Ex.: mexicanos e a fronteira dos Estados Unidos.