segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

RESOLUÇÃO - UFMG 2011 - 2ª ETAPA

QUESTÃO 01
Leia este trecho:
[...] no começo do Fanerozóico (Cambriano – Ordoviciano), a vida fervilhava nos mares, enquanto os continentes permaneciam praticamente desérticos e sem vida (à exceção das bactérias).
Para se ter em mente a importância da cobertura dos continentes pela vegetação, basta tentar imaginá-los totalmente nus e quais seriam as consequências advindas deste fato.
IANUZZI, Roberto; VIEIRA, Carlos E. L. Paleobotânica. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2005. p. 62. (Adaptado)
A partir da leitura desse trecho e considerando outros conhecimentos sobre o assunto, DESCREVA uma consequência da conquista das terras emersas continentais pelos vegetais para
A) a superfície rochosa até então nua.
A superfície rochosa passou a sofrer um intenso processo de intemperismo biológico, isso devido ao aparecimento dos vegetais nas terras continentais. Esse intemperismo permitiu a formação de uma camada de solo em diversas partes do planeta, modificando a superfície rochosa.

B) a atmosfera e o clima.
Com a presença dos vegetais na superfície terrestre, através da evapotranspiração, a umidade do ar foi aumentada. Isso possibilitou a ocorrência de chuvas em várias partes da Terra, alterando as condições atmosféricas e dos climas terrestres.

C) a vida animal.
O surgimento da vida animal está associado à presença vegetal na superfície terrestre na medida em que houve a disponibilidade de comida para essa vida que surgia.


QUESTÃO 02
Analise este mapa, em que estão representados os resultados obtidos por um grupo de pesquisa internacional, ao estimar a taxa de perda do hábitat natural em parte do Continente Sul-americano:

1. A partir dessa análise e considerando outros conhecimentos sobre o assunto, EXPLIQUE por que a perda mais significativa de hábitat, até 2050, está prevista para ocorrer no espaço nacional que apresenta, no mapa, a forma de um arco, que se estende do Maranhão até Rondônia.
Essa região é conhecida como Arco do Desmatamento e nela a atuação econômica humana é muita intensa. Expansão da agropecuária (gado, depois soja), corte legal e ilegal de madeira, realizado por madeireiras, principalmente no Maranhão, grandes projetos minerais, como o Projeto Carajás,no Sul do Pará. Essas atividades levam a uma perda muita grande de hábitat, prejudicando a flora e a fauna da floresta Amazônica.

2. Leia esta afirmativa:
As razões que justificam o menor impacto de perdas, tanto na fachada oriental do território nacional quanto no noroeste da Amazônia Legal Brasileira, são equivalentes e integram o mesmo grupo causal.
Você concorda com essa afirmativa?
Não.
JUSTIFIQUE sua resposta.
A região noroeste da Amazônia Legal Brasileira é uma área de difícil acesso, por se isso se encontra ainda bem preservada. A porção oriental já foi bastante impactada, sendo uma área de colonização que remonta o século XVI e que ao longo do tempo, principalmente o século XX, sofreu os impactos da expansão urbano-industrial. As razões são distintas: no noroeste, isolamento, preservação. Na faixa oriental, pouco resta para ser impactado.

QUESTÃO 03
Analise este planisfério, em que estão representados os fluxos de comércio internacional de acordo com o valor das trocas realizadas:

Esses fluxos estabelecem-se porque os recursos naturais, o espaço e a população não se distribuem de forma homogênea entre os países e, também, em resposta à atuação da Organização Mundial do Comércio (OMC), em nível internacional, bem como dos blocos econômicos regionais, que defendem a intensificação do comércio como fonte de prosperidade para os participantes.
1. Considerando que, no planisfério, se evidencia uma concentração do comércio e do valor das trocas internacionais no Hemisfério Norte, RESPONDA:
Como essa concentração de valor é influenciada
A) pelas mercadorias envolvidas nos fluxos comerciais?
Os países industriais desenvolvidos (ditos países centrais) são grandes monopolizadores de capital, tecnologia e mercados. São eles que possuem as matrizes do sistema financeiro internacional, produzem e comercializam tecnologia de ponta (produtos com alto valor agregado) e possuem um mercado interno com elevado padrão de consumo.

B) pela distribuição mundial da população?
A população mundial está próxima dos 6,7 bilhões de pessoas. Desse total, quase 80% vive no Hemisfério Sul, ou seja, no mundo pobre. Apesar de ser minoria, a população do Hemisfério Norte tem alto poder de consumo, o que demanda elevado consumo de mercadorias.

2. Considerando que o Hemisfério Sul, como também se evidencia no planisfério, tem uma participação modesta no valor gerado pelo comércio internacional e que, além disso, as trocas intrazonais são, percentualmente, muito menores que as registradas no Hemisfério Norte,
A) APRESENTE dois fatores que justificam a fraqueza das trocas intrazonais no Hemisfério Sul.
Fator 1: produção de bens semelhantes, normalmente produtos primários, de pouco interesse comercial.
Fator 2: baixo poder aquisitivo da população do Hemisfério Sul o que gera pequeno mercado interno, causando uma pequena expressividade do comércio intrazonal.
Fator 3: parque industrial obsoleto ou ainda inexistente.
Fator 4: pequena integração comercial entre os blocos de países desta parte do globo, que vivem crises econômicas intermináveis.

B) CITE uma razão que explique o baixo valor da participação do Hemisfério Sul no comércio mundial.
Razão 1: são países que exportam as chamadas commodities, que possuem baixo valor agregado e que tem seus preços determinados pelos países do Norte. As trocas, normalmente, são desiguais no capitalismo, privilegiando uma mi¬noria, que se especializou em um produto mais caro na divisão internacional do trabalho.
Razão 2 : o protecionismo exercido pelos países do Norte sobre os do Sul. As barreiras alfandegárias, sanitárias ou os subsídios agrícolas impedem que os países do Sul tenham maior participação no comércio internacional.

QUESTÃO 04
Analise este mapa:

A partir dessa análise e considerando outros conhecimentos sobre o assunto,
1. EXPLIQUE por que o autor do mapa reforçou algumas linhas de fronteira e as denominou “linhas de fratura”.
É que esses países viveram recentemente diversas tensões em suas fronteiras, levando a um perigo de intervenções dos estados envolvidos e até conflitos armados. Exemplos: Venezuela X Equador; Bolívia X Peru.

2. Embora a fronteira da Bolívia com o Chile não tenha sido identificada, no mapa, como “linha de ruptura”, sabe-se que há uma faixa de disputa entre esses dois países.
EXPLIQUE qual é o interesse boliviano nessa estreita faixa de terra.
O interesse está ligado a um fator histórico, a chamada Guerra do Pacífico que foi um conflito ocorrido entre 1879 e 1883, confrontando o Chile às forças conjuntas da Bolívia e do Peru. Ao final da guerra o Chile anexou ricas áreas em recursos naturais de ambos os países derrotados. O Peru perdeu a província de Tarapacá e a Bolívia teve de ceder a província de Antofagasta, ficando sem saída soberana para o mar, o que se tornou uma área de fricção na América do Sul, chegando até os dias atuais, e que é para a Bolívia uma questão nacional (a recuperação do acesso ao oceano Pacífico consta como um objetivo nacional boliviano em sua atual constituição).

3. IDENTIFIQUE e EXPLIQUE a natureza de outros problemas que geram tensões entre os países andinos, bem como entre estes e os países vizinhos não andinos.
Problema 1: Ação dos narcotraficantes que, ao produzirem e comercializarem drogas, desestabiliza sociedades e governos da região.
Problema 2: ação de grupos guerrilheiros colombianos, FARCs e ELN, que tem invadido fronteiras de outros países provocando tensões diplomáticas.

QUESTÃO 05
No Brasil, é comum a defesa da agricultura familiar, mas privilegia-se, pela concessão de créditos e de investimentos em infraestrutura, o agronegócio.
A este último, porém, não só cabem méritos  equilíbrio da balança comercial e composição do superávit primário  que favorecem a economia nacional, mas também pesam alguns “pecados”  a perda de biodiversidade e grande parcela de responsabilidade na escassez de água, que ameaça a humanidade nas últimas décadas.
Por outro lado, a agricultura familiar é, em geral, menos produtiva por hectare que ocupa. Tendo-se em vista, porém, outras atividades da economia  a indústria e o comércio, por exemplo , essa modalidade de agricultura é, muitas vezes, mais capaz de promover o estímulo ao crescimento econômico nacional.
Considerando essas informações e outros conhecimentos sobre o assunto,
A) CITE e EXPLIQUE duas estratégias adotadas pelo agronegócio que comprometem a biodiversidade e os recursos hídricos no Brasil.
Estratégia 1: uso de agrotóxicos na lavoura.
Explicação: no processo de infiltração da água no solo, o agrotóxico acaba atingindo os lençóis freáticos, contaminando-os.
Estratégia 2: monocultura.
Explicação: o cultivo de uma única espécie vegetal prejudica a biodiversidade local além de desgastar mais rapidamente o solo.

B) CITE dois fatores que, no Brasil, fazem da agricultura familiar um estímulo para a economia nacional ou para o comércio e a indústria.
Fator 1: grande parte da produção agrícola familiar é destinada ao mercado interno, gerando renda e trabalho para os brasileiros.
Fator 2: a agricultura familiar fornece matéria-prima para as grandes agroindústrias existentes no Brasil.

5 comentários:

Alessandro disse...

Valeu pela postagem das respostas 2011. Estou estudando para a 2012.

Alessandro disse...

Valeu pela postagem das respostas 2011. Estou estudando para a 2012.

Sadrak Camilo disse...

a questão 4 tem um erro ao afirmar que 80% da população está no H. sul. De onde vc tirou este índice?
Vi um estudo que afirma que 90% da população mundial esta no H. norte, pois tem muito mais terras emersas. No mais ta tudo muito bom e esclarecedor.

Lamarck disse...

Exatamente o que o Sadrak disse, suas respostas estao corretas, menos na questao em que sua resposta diz que a maior parte da população se encontra no sul, visto que a China situa-se no hemisferio norte. Obrigado por compartilhar conhecimento!

Lamarck disse...

Exatamente o que o Sadrak disse, suas respostas estao corretas, menos na questao em que sua resposta diz que a maior parte da população se encontra no sul, visto que a China situa-se no hemisferio norte. Obrigado por compartilhar conhecimento!